Pode me chamar de Niq!


Então, falando um pouco sobre mim...


A primeira coisa que você vai ver é que não sou fã de me bronzear como todo mundo diz que eu deveria. Uma carioca da gema, com a cor da casca do ovo e alma do campo.


Sou uma eterna autodidata. AMO cozinhar, pintar, fazer reformas... E segue uma lista extensa! Meus perfis no YouTube e Pinterest ficam doidos comigo, porque estou sempre buscando aprender algo novo, desde fazer letras caligráficas e aquarela até como criar um móvel para o escritório. Aliás, foi assim que comecei a fotografar, muitos anos antes de cursar a faculdade de Fotografia em 2015. Quando me encontrei na fotografia, me joguei. E, apesar de tantos hobbies, é ela que me movimenta. Fotografar não é só o meu negócio, é a grande paixão da minha vida! E sei disso porque, mesmo depois de tanto tempo, sigo sendo “a tia que adora tirar foto de florzinha na rua”. Hahahaha... Ou produzir uma mesa posta em plena segunda-feira, só para fotografar. Não consigo evitar!


Minha família, meus amigos e minha casa são o meu mundo. Eu posso viajar milhas e milhas distantes, como uma boa aventureira, mas nada se compara a estar no meu porto afetivo com as pessoas que amo, contando histórias e mostrando álbuns. Ainda bem que encontrei um companheiro paciente, com a mesma mentalidade louca, que por vezes não se importa quando eu paro, do nada, pra registrar uma luz bonita. Aproveitamos ao máximo nosso tempo juntos, mesmo trancados em casa durante a quarentena. Ter o mesmo gosto musical ajudou horrores! Inclusive, não sei trabalhar em casa sem música nos meus fones, é automático. 


Assim como eu, meu estilo fotográfico é descontraído e espontâneo, carregando romantismo e intensidade. Afinal, a vida é curta demais para fotos “sem sal” que não te façam pensar algo como “Sou eu nessas fotos?!” ou “Parecem cenas de um filme!”. Porque, definitivamente, a verdade é... As fotos precisam emanar sentimentos.


Ah, e não se preocupe, eu vou ajudar você sobre como movimentar as mãos. =)

Conecte-se comigo!